Archive for the ieieie Category

Magic & Loss

Posted in ieieie on 27 de outubro de 2013 by mari messias

RIP, Lou <3

Everything

Posted in idéia não tem dono, ieieie on 6 de fevereiro de 2013 by mari messias

I got no fancy car,
Never was no Superstar.
I got no Grammy trophy,
Got no problem if you all approach me.
Never had no Rolling Stone cover,
Never had no Top 10 hits, my Brother.
Got no TV show,
Got no Maybachs, Benz or Rolls.
Got no movie roles,
Got no platinum or gold.
I got no diamond rings,
Watches, and all of them things.
Got no waiting plane.
What I mean is,
I got no private jets,
But I also got no regrets.
Got no Swag,
But got no love
For something I ain’t never had.

All of it, every bit, everything,
We got it all.
Nothing’s changed, feel the same, everything,
We got it all.

Got no mansions,
Restaurants,
I got no yacht,
But I got no choice
But to show you all
What some of us forgot.
Never was hot,
Never was Pop,
But I never, ever stopped
That real Hiphop.
Got no paparazzi,
Got no company that got me.
Walking alone in the ‘Hood
So it’s easy to spot me.
Got no million follower friends
On Twitter
And on Facebook.
Look, my friends,
Got no thing for video games,
Got no shame
Saying I ain’t never playing.

<3
Got no hate for things that are great,
Don’t you know, I salute you.
<3

R.I.P. Wando

Posted in ieieie on 8 de fevereiro de 2012 by mari messias

(obrigada por tentar ensinar a geral que vulgar e comum é não morrer de amor, grande mestre)

A clássica retrospectiva

Posted in deveras pessoais, ieieie on 31 de dezembro de 2011 by mari messias

2011 não foi uma festa, definitivamente. Foi um ano bem complicado.

Contrapondo, uma das primeiras lembranças que tenho do ano é massa demais, uma legítima festa. E a última, espero, seja similar.

Até agora, 2011, pra mim, é Mayer Hawthorne e poucos mas bons amigos (os teimosos e eternos). Em 3 canções (e motivos e sentimentos relacionados bem amplos), meu ano:

Feliz 2012, o ano que os Maias farão contato e os deuses serão astronautas. Desejo que os desejos de vocês nunca os decepcionem, que vocês não sintam frio dor ou fome e que nunca cultuem a idéia de que poderia ter sido melhor/diferente (remember Pangloss, o do cabeçalho).

É isso, nos vemos nas quebradas.

R.I.P. Amy Winehouse

Posted in ieieie, o mundo (essa folia) on 23 de julho de 2011 by mari messias

R.I.P.

Posted in ieieie, o mundo (essa folia) on 27 de maio de 2011 by mari messias

Bah, morre um sujeito foda. Gil Scott-Heron, R.I.P., broder.

Mais dele aqui.

Fazendo história no RS

Posted in ieieie, quotes da rapeize on 18 de janeiro de 2011 by mari messias
mari: inner circle no opinião, Poa finalmente atingiu seu potencial
fernanda: quem vai abrir PATO BANTON? UB40?
mari: serial genial
fernanda: NOITE HISTÓRICA

Então é Verão, e o que você fez?

Posted in degredo no olimpo, idéia não tem dono, ieieie, maconha, nadavê véiô, o mundo (essa folia) on 21 de dezembro de 2010 by mari messias

Sim, continuarei comemorando estações. No meio do ano conheci Bonito, fugindo da idade glacial que estava em PoA. Então um dia, voltando dum mergulho massa, toda molhada, solzinho delícia e a brisa, eu pensei que nunca mais problematizaria a vida ou leria mais nada se pudesse só ficar sentindo aquele brisa delícia.

Tipo Issa:

pobre sim pobre pobre pobre
a mais pobre das províncias
mas sinta esta brisa

E tem também: Na real, verão pra mim sempre é Canto de Ossanha. Poseidon chega lavando a costa e dando as real.

O homem que diz dou não dá
Porque quem dá mesmo não diz
O homem que diz vou não vai
Porque quando foi já não quis
O homem que diz sou não é
Porque quem é mesmo é não sou

Aqui tem o Contagem Regressiva, uma homenagem ao Verão, cheio de sonzera.

E aqui tem nossa deliciosa trilha de verão, versão nacional; Summer is Magic, mórenas.

Beijsbeijs.

You Can Never Hold Back Spring

Posted in idéia não tem dono, ieieie, maconha on 23 de setembro de 2010 by mari messias

A little Madness in the Spring
Is wholesome even for the King,
But God be with the Clown –
Who ponders this tremendous scene –
This whole Experiment of Green –
As if it were his own!

Emily Dickinson

[e chegou a primavera, numa vibe de inverno ainda, mas já primavera. e isso, MUDA TUDO. JURO.]

R.I.P. Saramago

Posted in ieieie, o mundo (essa folia) on 18 de junho de 2010 by mari messias

Acordei, li a notícia e fiquei a última meia hora pensando sobre a morte do Saramago. Quem convive comigo sabe minha opinião: fez 3 livros que eu curti, depois virou comentarista de tudo (tipo o Caetano), se achava o maioral em um mundo de toscos (ainda se fosse o maioral) e via todo futuro como negro (sou integrada, bro). E eu prefiro Lobo Antunes. Que Saramago e Lobo Antunes é tipo Beatles e Stones, Oasis e Blur, West Coast e East Coast.

Não acho que ele tenha feito nada relevante ultimamente. Na real, ele criou mais textos pra PowerPoint que o Paulo Coelho, mas né, galere ta nem aí pra isso. Ele já tinha morrido em sua relevância pra mim faz tempo, mas, vá, ali onde agora tem um presuntto, outrora esteve a mente que escreveu O Ano da Morte de Ricardo Reis, Cerco de Lisboa, enfim. E isso não é pouca coisa.

P.S.: Seguindo na ceifa, esta semana também nos levou Gary Shider, do Parliament-Funkadelic. Saudemos tão nobre vida da melhor maneira: ganhando a pishta.