Quem quer dinheirôôô?

Eu sou o tipo de gente que não vê filmes por puro preconceito. Aliás, eu sou o tipo de gente que assume, desculpe.

Por isso resolvi não ver “Quem quer ser um milionário?”, até passar na TV no sábado de noite, momento oficial do meu ócio improdutivo.

Mas pense comiga: Danny Boyle é o cara do Trainspotting  e do Life Less Ordinary [que nem precisaria existir em um mundo de Wild at Heart, convenhamos] e depois só bomba. Daí surge a história de que ele fez um filme na Índia [no auge da vibe Bollywood] sobre um guri favelado que se dá bem. Convenhamos², amigs, o mundo seria mais legal se todo cristão ex-clase-média movido pela culpa colonialista resolvesse entender miseráveis do BRINCS. Nah.

O mundo seria exatamente como este filme. Chato. Bidimensional. Preconceituoso. Idiotizado. Meloso.

E, convenhamos³, quem precisa ver isso em filme? Estamos no Brasil, temos novelas com exatamente o mesmo enredo: falta de noção, mimimi melosos, filosofias maniqueístas e finais inverossímeis. E a grande maioria também é escrita por cristãos culpados.

Por Zeus, não estou falando contra ficção. Todos sabem que ficção>[lacuna]. Estou falando mal de ver um filme assim e sair com um sorriso crente no rosto e ir até a esquina desviando de mijo e cachorros e mendigos, pq esses papos de realidade são muito agressivos, manô.

Estou falando de achar que um personagem é vilão e só se redime morrendo, onde lança uma frase de impacto religiosa e do subtexto de que nossas boas ações são pagas em milhões nesta vida. Carma capitalista? Que porra é essa?

E tudo isso ignorando os aprofundamentos, que se aprofundar é a antítese da ultra-modernidade, é rude e agressivo e ninguém gosta de quem pega pesado. Ora, grandes merdas que tenham estuprado e cortado e fodido a psiquê da tua mina, tu pode salvar ela. $$$. Já que ela está sempre sendo resgatada no filme. $$$. Mesmo que tu seja o irmão feio e tua ingenuidade tenha sido mantida as custas da crença na viabilidade humana do teu big bro. $$$

É muito fácil acreditar em boas ações e em deuses benevolentes quando se tem dinheiro, por isso ele é o Deus ex machina anunciado do filme. Mas numa vibe paróquia, mesmo: só dinheiro redime, mas os bons de coração fazem pouco do dinheiro. Pode ver: Ah, Jamal, $ não importa, Deus proverá, vou arriscar tudo na pergunta simbólica e corrupta, não quero dinheiro, só quero amar. Enquanto os malvados assumem sua busca por $TATU$, os bons de coração ficam se enrustindo, pra no final comprar amor e liberdade. Com dinheiro. E purificar tudo com sangre.

Novelinha [ou ritual satânico de jornal da Record?].

Eu só acredito no Salim, um legítimo caso de self made man brasileiro. Ao longo do filme inteiro ele não recebe UMA PORRA DE UM ABRAÇO, reparou?  O sujeito sai do nada, se destaca, se esforça, sobrevive, combate pela dignidade, faz por todos e não ganha UMA PORRA DE UM ABRAÇO.

Eu não sei se os dois são irmãos literalmente, mas se forem só piora, já que até a mãe deles só quer salvar o porra do Jamal. Ele é o que? O Messias? Buda? O Superbacana?

Mas, seguindo seu destino intransigente e trágico, Salim acaba o filme com dinheiro na banheira e um abraço divino. O céu é dugarai, foram suas últimas palavras.

FML.

Obrigado.

Mas vává. Quem se importa com vida real. Sem milhões. Sem redenção. Sem abraços. Sem mina gata. Salim Style. Carlitos Way.

Anúncios

11 Respostas to “Quem quer dinheirôôô?”

  1. Tanto aqui quanto em Avatar (que é outra novela de las ocho disfalçada), o papo é o mesmo. Neguinho é rechaçado da galeire e pensa: “ah é? vou meter um conde de monte cristo nessa negada anil” sai, CAÇA UMA FERRARI, volta e o líder que antes havia chutado seu rabo azulado diz: “tá limpo, até dou uma banda contigo”. É Hollywood… me chama de contínuo.

  2. Oi Mari. Que fotinho do Silvio hein! hahahaha. Eu não me aprofundei tanto quanto tu no filme, e a PORRA DO ABRAÇO do Salim, passou despercebido por mim. Mas eu não gostei do filme. Na verdade odiei. Não por ele ser tão ruim, mas por ter ganhado todos os prêmios. Quando vi o Oscar ano passado recebi uma facada no cérebro, pq dar o Oscar de melhor filme pra isso, é afirmar que nós somos idiotinhas que ficam uma vez por ano, domingo a noite, assistindo um programa que (pq não) é todo embrulhado de dinheiro nos bastidores, tirando um único premiozinho diferente que é concedido em alguma categoria, pra não ficar tão explícito. Que merda de dança é aquela no final? É tradição na índia? Dane-se, é ridículo. É feio. Que que tem de cinema naquilo? Mas a pergunta que fica mesmo, é: as pessoas gostam tanto do filme porque acharam bom, ou acharam o filme bom porque ele ganhou 8 Oscar?

  3. Minha Índia é Darjeeling, numa vibe meu coração é vermelho elho elho. Nem é, é azul.
    Não vi Avatar. Titanic já foi infernal, imagina em 3D. Prefiro morrer. Sério. Sobre isto recomendo: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=13584014
    Oscar é uma palhaçada. Único jeito de levar a sério é fazendo máscaras de Rubens Ewald para assistir as cerimônias. Hahahhaha
    E, po, uma porra e um abraço pode fazer toda a diferença.
    ;/

  4. [ah, sim, Ricardo, vi El Topo e OMG PQP curti demais. DEMAIS]
    [precisava dividir]

  5. mari, tu ta cada vez melhor!!
    :* (e abraço)

  6. abraço maior que índia darjeeling

  7. Queres um abraço
    Te dou um
    daqueles apertados.
    daqueles em que os peitos se encontram,
    o seu furando o meu.
    Daqueles abraços entrelaçados,
    em que dois se tornam um.
    Abraço abraço.
    Abraço.

  8. OMG, aulas de compreensão de texto, muita falta

  9. O poema não entrou na vibe?

  10. sempre vibro quando alguém chineleia “A Praia”, nem que seja por tabela.

  11. hahahahahha. filmes que odiamos muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: