FicçãoXFricção

tensa

tensa

Não se deve tomar a realidade por ficção – é preciso ter a capacidade de discernir, naquilo que percebemos como ficção, o núcleo duro do Real que só temos condições de suportar se o transformarmos em ficção… Evidentemente, isso nos remete ao velho conceito lacaniano de que, apesar de os animais serem capazes de apresentar como verdadeiro o que é falso, somente os homens (entidades que habitam o espaço simbólico) são capazes de apresentar como falso aquilo que é verdadeiro.

Zizek

Temi começar esse texto dizendo que o mundo anda um saco. Parei pra pensar se existe a possibilidade de o mundo não ter sido um saco em algum momento, não com problemas identicos aos nossos, mas com, sei lá, respostas humanas, vá, similares.

O que eu vejo/vivo e acho que todos também devem ver/viver é que as pessoas andam insistindo muito nelas mesmas. Ou elas criam entidades de escrotidão com nuances de descolismo, ou acreditam que são o suprassumo da pureza idoneidade eco friendly. Ou você é orgânico ou reciclável, sacou, moreno?

O debate sobre Polanski, moeda ideológica da vez, me fez ver essa separação nos meus amigos no twitter, onde ou se quer que a obra supere a noção de que um ser humano pode mais que outro ou se odeia toda e qualquer manifestação de sexualidade não, sei lá, cristã, minha gazelinha.

De ambos os lados existe uma postura de julgamento, como se tivessemos que provar ao mundo o quão escrotos ou magníficos somos e isso fosse uma espécie de pathos eterno, do qual nunca podemos abrir mão. Nem quando deveriamos: pensando, lendo, sonhando, enfim. Desejar somente ser é visto com péssimos olhos por tanta gente que só pode ser coisa boa.

E o que me fez pensar nisso tudo foi, no final, o processo de uma ONG contra Garcia Marquez por apologia a prostituição infantil no Memorias de minhas putas tristes.

Pra começo de conversa, contradiz contradiz até o chão.

Mas mais que isso, que mundo chato da porra onde se pode nem ler um bom livro sem alguém pensando que censura é a nova liberdade. Não entendo, juro. As putas tristes somos nós, que ficamos pensando sempre no errado, negar ou buscar o erro.

Fausto Wolff fala sobre isso, num post anterior, cito trecho: “Maníaco sexual é quem tem paciência de procurar obscenidades em Ulysses, gigantesca obra de Joyce”.

Finalmente, a duvida suprema: America Latina E Caribe? Como assim? Me explica?

Traje típico Caribenho

Traje típico Caribenho

P.S.: Feliz dia 5 pra todos, especialmente pra Fred e Desi. Dois librianos dos mais foda desse mundo, que fazem meu coração ainda mais believer cada dia que passa. Continuem iluminados, morenos. <3 <3

[imagens daqui]

Anúncios

2 Respostas to “FicçãoXFricção”

  1. Paulo Fernandes Says:

    bem, eu acho que essa idéia toda passa pela noção de exagero. eu particularmente não acredito no falso, porque não vejo com se cria algo que não existe, mas acho que se exagera e se distorce algo até ele perder/ganhar em significação.

    o humano enquanto experiência de si mesmo é um abstração constante, porque afinal quem consegue dizer vírgula de si mesmo sem esbarrar com vontade de ponto final? vem o exagero e tudo fica em paz, ao menos por enquanto.

    o conceito de exagero também é mais democrático, já que combate o maniqueísmo sem excluir a doença, que é o além do saudável. acho que quando caminhamos sobre escalas, vendo o processo em vez de ficar buscando beco sem saída, viver se torna extremamente agradável. acho que a humildade é fruto da paciência consigo mesmo.

    chega o dia que os universais vão morar no mesmo quarto do relativo

  2. linearidade is my bitch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: