Arquivo de setembro, 2009

Ahoy, adjust your sails, matey

Posted in ctrl+c ctrl+v, idéia não tem dono, ieieie, super internet world on 28 de setembro de 2009 by mari messias

A bela paródia acima foi indicação do Fzero (depois dizem que eu exagero, mas meus amigos de IRC são massa, mes).  Da pra ler o post original do Boing Boing aqui.

Pra quem não sabe, a Lily Allen, conhecida por sua histeria pública (lembra quando ela chorou no seu Myspace brigando com alguém, acho que Amy Winehouse? Eu nunca esquecerei, sério, trauma) tem dado vexame pelo mundo. De novo.

Aqui post do Arnaldo Branco sobre isso.

Nem vou me dar ao trabalho de falar longamente sobre, deixo mil links, mas achei relevante citar que, dada a maleabilidade das noções de copyright, Lily tem sido exposta por burlar a lei ela mesma.

Vale lembrar que o chilique é tamanho que A Allen disse que vai largar a música. Me recuso a fazer piadas óbvias.

Copyright é o novo pecado, só existe no dos outros. Eu não, eu sou a pessoa mais santa e idealista desse mundo. Em homenagem a isso, fiquem com Solomon, amigo do único Allen que vale nota:

É um absurdo que me achem louco. Logo eu, que sou a pessoa mais santa e idealista desse mundo desvairado de hoje. Os verdadeiros santos eles consideram loucos, eles é que são loucos. Um doido me bate a carteira e eu acabo enfiado numa camisole de force por não ter sido suficientemente amoral. Os padres vêm ajudar estes insetos perdoando tudo na confissão.

Eu que sou letrado, eu que sou poeta, eu que sou bom, eu que renunciei ao mal, eu que não uso drogas, eu que não roubo, eu que não sou comunista, eu que tento agradar, eu que perdôo os nazistas, eu que não sou Leopold nem Loeb, eu que não vingo, eu que sou tranqüilo e auto-suficiente – insultado, violentado, etcterado por vocês por não corresponder ao seu estereótipo imaginário de mim.

E Rimbaud, Artaud, Baudelaire? Quem são vocês, bando de canalhas nojentos com sua falsa respeitabilidade. Seus babacas vestidos de polícia, vocês e seus cus paranóicos.

Seu companheiro de guerra é seu próprio cu e eu não vou salvar vocês. Não vou salvar vocês dos russos, dos chinas, dos cubanos, dos ladrões do Harlem, nem dos porto-riquenhos pirados. Vão travar sozinhos suas batalhas valentes contra criminosos. EU ME RECUSO A SERVIR. EU ME RECUSO A AJUDAR SYGMAN RHEE EU ME RECUSO A AJUDAR CHIANG KAI CHEK EU ME RECUSO A AJUDAR FRANCO VÃO SE FODER.

0503

La vie Internet

Posted in super internet world on 27 de setembro de 2009 by mari messias

Perdoem se me repito pra alguns, É A VIDA.

Eu sou uma defensora da internet, não no sentido de: como eu gosto daqui, eu baixo coisas e faço amigos, mais no sentido de que a internet é uma revolução verdadeira. Uma revolução pra mim, pro mundo, uma TAZ, um negócio que ainda nem começamos a entender totalmente, mas que estamos vivendo e que está alterando todas as coisas. Me comove viver mudanças.

É mais ou menos como ver uma criança crescer ou alguém engordar. Se vemos a criança ou a pessoa todos os dias nem notamos como ela cresceu/engordou, mas se vemos de tempos em tempos, notamos e apontamos: veja, ela cresceu/engordou.

Assim a internet cresce e engorda na nossa frente e só nos damos conta quando paramos, distanciamos o olhar e pensamos em um mundo sem ela. Em um mundo pré-ela, pra alguns, em um mundo pouco possível sem essa existência, pra outros.

Assim, o Telegraph faz uma brincadeirinha que é: 50 coisas que estão morrendo graças a internet. Na mesma onda de um artigo do Eco que fala da morte da escrita à mão, caloigrafia.

Como uma entusiasta de ver o novo acontecendo nas minhas fuças, digo que já cheguei em ambos os textos com um asquinho de apocalipticos. Esse povo que acha que tudo vai profanar.

Porém convém dizer que o primeiro, do Telegraph, nem precisa ser levado a sério, ainda que tenha pontos altos e legítimos [como por exemplo “7) Adolescent nerves at first porn purchase”], ele é feito como entretenimento. Claro que na lista estão ouvir um disco inteiro, comprar discos físicos, lojas de CD, enfim. Mas além disso, estão também muitas coisas que, brincando, nos mostram como esse acesso ilimitado ao conhecimento nos faz cada dia mais sabichões.  Agora a pessoa tem que ter uma certa moral pra nos tirar, moral de Wikipedia. Saca?

Mas, então, Eco chega mostrando quem manda e, mais embasadamente e com mais finesse e glamour, dá a real sobre uma coisa que vivo repetindo, ei-la:

Although the cellphone has taught the younger generation to write “Where R U?” instead of “Where are you?”, let us not forget that our forefathers would have been shocked to see that we write “show” instead of “shew” or “enough” instead of “enow”. Medieval theologians wrote “respondeo dicendum quod”, which would have made Cicero recoil in horror.

[…]

It’s true that kids will write more and more on computers and cellphones. Nonetheless, humanity has learned to rediscover as sports and aesthetic pleasures many things that civilisation had eliminated as unnecessary.

People no longer travel on horseback but some go to a riding school; motor yachts exist but many people are as devoted to true sailing as the Phoenicians of 3,000 years ago; there are tunnels and railroads but many still enjoy walking or climbing Alpine passes; people collect stamps even in the age of email; and armies go to war with Kalashnikovs but we also hold peaceful fencing tournaments.

Ainda que nem chegue perto da vida, quem falou que tem que chegar perto da vida? Não é mimetizar, vida já existe, pra que duas? É internet, abrindo seu espaço na vida, transformando as coisas pra caber mais um.

Como eu vejo, claro.

Beeeeeeeijs.

Pra quem não entendeu, eis uma explicação bem clara do que é a internet:

.D

Outra coisa que tu pode curtir ler é: Video games need a more diverse cast of characters

Exubeirante

Posted in quotes da rapeize on 25 de setembro de 2009 by mari messias
mari diz (14:59):
“passions: AVEZE NÓIS PESSA Q TE MUITO AMIGOS OU AMIGA MAIS NÓIS NOTA Q ESTA FANTANO UMA PESSOA SERA Q ESSA PESSOA Q ESTA FANTANO MINHA VIDA E VC DECUPAL LINDA SEM Q NÉ TE CONHESO MAIS EU TO QUERENO FAZ AMIZADA VC TBM ESTA ME MANDA SEU MSN VLW BEIJO FICA COM DEUS”
profundo isso
tou tentando entender, ainda
mari diz (15:00):
hahahahaha
é tipo ler hegel
tu nota que tem algo profundo sendo dito, mas não sabe bem o que
hahahahahaha
fernanda obregon diz (15:00):
acho que isso tem SEM TIDO
mari diz (15:00):
um SEM TIDO exubeirante
hahahahaha
fernanda obregon diz (15:01):
isso aqui ó, resumo da minha vida:
AVEZE NÓIS PESSA Q TE MUITO AMIGOS OU AMIGA MAIS NÓIS NOTA Q ESTA FANTANO UMA PESSOA SERA Q ESSA PESSOA Q ESTA FANTANO MINHA VIDA E VC DECUPAL LINDA SEM Q NÉ TE CONHESO MAIS EU TO QUERENO FAZ AMIZADA VC TBM ESTA ME MANDA SEU MSN VLW BEIJO FICA COM DEUS”
mari diz (15:01):
VLW BEIJO FICA COM DEUS
ASS. HEGEL
hahahahaha
fernanda diz:
isso aqui ó, resumo da minha vida:
AVEZE NÓIS PESSA Q TE MUITO AMIGOS OU AMIGA MAIS NÓIS NOTA Q ESTA FANTANO UMA PESSOA SERA Q ESSA PESSOA Q ESTA FANTANO MINHA VIDA E VC DECUPAL LINDA SEM Q NÉ TE CONHESO MAIS EU TO QUERENO FAZ AMIZADA VC TBM ESTA ME MANDA SEU MSN VLW BEIJO FICA COM DEUS”
mari diz:
profundo, né?
tou tentando entender, ainda
é tipo ler hegel,  tu nota que tem algo profundo sendo dito, mas não sabe bem o que
VLW BEIJO FICA COM DEUS
ASS. HEGEL
hahahahaha
fernanda diz:
acho que isso tem SEM TIDO
mari diz:
um sem tido exubeirante

PLÁ

Posted in quotes da rapeize on 24 de setembro de 2009 by mari messias
tou saindo pra expo do calma
fernanda obregon diz (18:54):
ahhaha
do calma?
preciso
hehe
mari diz (18:54):
HAHHAA
fernanda obregon diz (18:54):
to indo numa expo hj tb
mari diz (18:54):
do calma no baralhinho
fernanda obregon diz (18:55):
proxima expo é do AGUENTA O PARABENS
hahahaha
mari diz (18:55):
HAHAHAHAHHAHAHA
SIM
pelo menos não é da É PILHA
carta3
mari diz:
tou saindo pra expo do calma
fernanda diz:
ahhaha
calma?
preciso
mari diz:
HAHHAA
do calma no baralhinho
fernanda  diz:
to indo numa expo hj tb
proxima expo é do ATURA O PARABÉNS
hahahaha
mari diz:
HAHAHAHAHHAHAHA
SIM
pelo menos não É PILHA

A natureza sorrindo

Posted in ieieie, maconha, o mundo (essa folia) on 22 de setembro de 2009 by mari messias

O sol colorindo é tão lindo, é tão lindo
E a natureza sorrindo, tingindo, tingindo

Eu sempre comemoro a chegada da primavera dia 23 de setembro, aniversário de mi madre, mas segundo Moj avisou no Twitter e Wikipedia confirmou, os equinócios variam de leve devido ao nosso calendário confuso, então esse ano ela chega hoje mesmo, de noite, teoricamente.

Como eu não sou de perder uma oportunidade comemorativa hippie, fica aqui o link do poema primaveril do ano passado. E mais duas primaverices do ano passado, também.

E sigo desejando que todos consigamos florescer.

Beijsbeijs, garotada marota.

Dexter!

Posted in nadavê véiô, super internet world on 20 de setembro de 2009 by mari messias

Por Zeos, andei afastada do mundo e nem falei das novidades Dexter. Vou reunir tudo aqui pra celebrar a quarta temporada que começa dia 27 de setembro, já na primavera. Viu como é verdade aquele ditado que diz: “não há inverno que dure pra sempre”?

Pra começar, galere vai ficar preconceituosa, mas eu realmente ponderei comprar um iPhone pra jogar o Dexter: The Game. Claro que essa ponderação foi coisa rápida e logo voltei pra realidade, onde eu continuo achando que Apple é stuff white people like [e também imagino que o jogo não seja grandes coisas, mas medeixa]. O jogo vai sair pra toda nova geração, também, mas a versão pra iPhone e iPod Touch já existe, dizem.

Além disso, claro, tem o Early Cuts, uma web série animada de 12 episódios. Essa sim, tudo indica ser a maior delícia dos deuses. E vai ser lançada junto com a nova temporada, pra ajudar os junkies a sobreviver nesses tempos difíceis de esperar pelo próximo episódio. A voz é do Michael C. Hall. Sério, tem tudo pra dar certo. Mais aqui.

Eis, ainda, 5 dicas de paternidade do Dexter e, dia 27 ta na esquina. Soei calma, né? Nenhuma ansiedade. Quem diria. Foi o boa-noite-cinderela-natural que Rony me deu em SP, ceeeerto. Alguma coisa aconteceu. Juro. Hshshs.

Ah, sim, mais duas contagens regressivas: primavera, 3 dias. Meu aniversário de 30 anos, pouco mais de um mês. Emoção&aligria. Então, pelo segundo ano afirmo que meu inferno astral promete. Tou nos aguardes.

Shiver me soul

Posted in idéia não tem dono, nadavê véiô, o mundo (essa folia) on 19 de setembro de 2009 by mari messias

Hoje é o Talk Like a Pirate Day, YEY. \o/

Eu sei que parece menos interessante que o Fuck Like a Pirate Day, mas serve de preparação, no mínimo? De toda forma, pra saber detalhes sobre a data vão na Wikipedia, que eu não tou com tempo sobrando pra atualizar preguiçoso.

Mesmo assim, provando que vida é antítese de um blog, aqui estou eu em uma sexta deveras de madrugada, escrevendo,  co’a cabeça cheia de rum (rum, vinho, cachaça, detalhes). Então perdoem deslizes.

chickenarryarhar

A pirataria nas Índias Ocidentais tem sido tão formidável e numerosa que às vezes interrompe o comércio da Europa com aquelas partes do mundo(…) Ninguém questiona a existência de grande curiosidade geral de conhecer a origem e os avanços desses desesperados, que se tornaram o terror do mundo mercantil.

Esse breve comentário é parte da introdução do livro que, aqui no Braziu, chega pela Artes & Ofícios, tradução do Eduardo San Martin (que traduziu outros do mesmo tipo que nem todos possuo, ainda), com o título: Piratas, Uma história geral dos roubos e crimes de piratas famosos. O mais bizarro desse livro é que, dizem, se tratar de um pseudônimo do Daniel Defoe. De toda forma, nunca confirmado, o livro foi publicado em 1724 e virou um bestseller, provando que os piratas sempre tiveram seu charme. Beijosiliga. Tanto é que a Rainha Virgem, dizem as maiorias das línguas, caiu de amores pelo pirata-poeta. Combomixmortalshoryuken.

Eu tenho, inclusive, um livro que chama: O Caminho do Eldorado, a descoberta da Guiana por Walter Ralegh em 1595, também traduzido pelo San Martin, que diz o livro o seguinte:

(…) foi um pirata em larga escala. Poucas vezes comandou navios ou esquadras, mas passou décadas financiando “companhias” de navegação especializadas em saquear embarcações desprotegidas de países inimigos. Calcula-se que chegou a manter quarenta navios piratas sob contrato.Ralegh desenvolveu um tipo embrionário de sindicato ou pirataria organizada.

Daí eu complemento:

No sentido estrito, um pirata é um criminoso marítimo, enquanto um corsário atua como mercenário a quem um governo concede “carta de corso” ou comissão para atacar a frota de outro país. Um mercenário só é um criminoso do ponto de vista dos navios que ele ataca. De seu ponto de vista ele está cometendo um legítimo crime de guerra.

(Utopias Piratas, mouros, hereges e renegados. Peter Lamborn Wilson. Conrad)

chickenpirate

Para as garotas, que acham que pirataria é coisa de cabra-macho-com-hífen, deixo a dica de Anne Bonny & Mary Read. Diz a lenda que Anne era tão furiosa que, ao ver seu amado em vias de ser enforcado por pirataria (essa era a pena pelo crime) ela chegou fazendo bafo pra todo mundo ouvir e dizendo que se ele tivesse se comportado como homem não precisaria ser enforcado como cão. Ela achava que ele tinha sido um péssimo lutador quando o navio foi abordado. Uma coisa meio gilete na boca, coração de pedra, temo.

De toda forma, hoje é o Talk Like a Pirate Day, yey! Como nem temos essas coisas aqui no Brasil, podemos inventar ualquer coisa e dizer que é dialeto, que eu nem conheço ninguém fluente, saca? Hshshs. Então peguem suas espadas e cheguem dizendo: Arrrrrrrrrr, I wanna be your dog, Anne Maluca. Sacou? Mashupêra. Ta valendo, nada é impossível quando a alma não é perecível, já diria o poeta.

Beeeeeeeeeeijos.

iggy

Mais dois livros massa, nadaver com piratas, mas ainda no tema (e por tema quero dizer eu gosto), são: Terra à Vista, história de náufragos da era dos descobrimentos + Naufrágios & Comentário do célebre Cabeza de Vaca.

Ficadica

Posted in idéia não tem dono on 18 de setembro de 2009 by mari messias
São hoje 14 de maio de 1866. Vivo na cidade de Porto Alegre, capital da Província de S. Pedro do Sul; e para muitos, — Império do Brasil… Já se vê pois que é isto uma verdadeira comédia! (Atirando com a pena, grita:) Leve o diabo esta vida de escritor! É melhor ser comediante! Estou só a escrever, a escrever; e sem nada ler; sem nada ver (muito zangado). Podendo estar em casa de alguma bela gozando, estou aqui me incomodando! Levem-me trinta milhões de diabos para o Céu da pureza, se eu pegar mais em pena antes de ter. .. Sim! Sim! Antes de ter numerosas moças com quem passe agradavelmente as horas que eu quiser. (Mais brabo’1 ainda.) Irra! Irra! Com todos os diabos! Vivo qual burro de carga a trabalhar! A trabalhar! Sempre a me incomodar! E sem nada gozar! Não quero mais! Não quero mais! E não quero mais! Já disse! Já disse! E hei de cumpri-lo! Cumpri-lo! Sim! Sim! Está dito! Aqui escrito (pondo a mão na testa); está feito; e dentro do peito! (Pondo a mão neste.) Vou portanto vestir-me, e sair para depois rir-me; e concluir este meu útil trabalho!
Qorpo Santo, As Relações Naturais