E o mundo virou o Brasil

snap13

É impossível não sentir medo DA CRISE vendo essas fotos. Imagino que ainda mais pra quem viveu o plano Sarney em seu ápice. Eu lembro vagamente que as pessoas compravam comida e congelavam e tinham que converter dinheiro e cada dia a moeda nacional tinha um nome. E isso de aftertaste de inflação e guerra fria deve ser forévis.

Mas olhando essas fotos rola um pavorzinho e uma certa culpa e quase esqueci que vivemos no Brasil e o casal do JN, com seu relacionamento “Boa Noite William”, “Boa Noite Fátima. Só hoje vamos ignorar o trocadilho óbvio com meu sobrenome, obrigada.” já mostrou mais de mil e douze reportagens sobre lixeiros formados em direito, caminhoneiros com PhD e professores e parteiras que vivem de luz e fé ao ofício.

É, quer penar? Entra na fila, chinês, que nós chegamos antes.

Pra celebrar, eis Conversa de Canoeiro, do excelentíssimo José Sarney, (sarna pro pessoal da ABL).

– Nestes mares, Mestre João?
– Sim, cá e code.
– Por amor de quê?
– Para sofrer menos.
– Sofrer de menos ou sofrer de mais?
– Tanto faz.
– Andando que rumos donde?
– Caminhos do Norte.
– Do Norte ou da morte?
– Tanto faz.
– Norte de que?
– Das águas, compadre.
– Das águas de mais ou das águas de menos?
– Tanto faz.
– Águas ou éguas?
– Tanto faz.
– Êta Maranhão grande aberto sem porteira …

(Homens do Rio Pericumã)

Upa que entendi tudo. TANTO FAZ.

(valeu pelo link Andreson)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: