O glamour do não efêmero

Tudo passa, claro. Desde pequenos somos confrontados com isso quando pessoas morrem, amigos mudam de colégio, perdemos livros e sites que adoramos deixam de existir. Apesar do Internet Archive.

Não aceitar é uma gafe entre seus amigos budistas e ninguém quer parecer aquele que não aceita a ordem natural do mundo segundo o budismo, tendo em vista que o budismo é a nova maçonaria. Hshshshsh.

Por exemplo, quando eu tinha a idade dos meus novos amigos jovens, a onda da rapeize era a GoreGallery aberta ou ainda um site só de coisas antigas que tinha o Path da mocinha do bem e do rapaz de famiglia e anúncios de cocaína. Ambos mortos agora, os sites.

Mais que mero entretenimento e frugalidade, parte da memória da minha juventude sumiu. E não daquele jeito que eu posso comprar outro livro que perdi. Tampouco daquele jeito bebi demais ou surtei. Daquele jeito não existe mais e eu só posso contar com o recurso memória.  Mas não estamos falando de pessoas, estamos falando de informações que constituem histórias múltiplas, o que torna tudo uma quase esquizofrenia.

Um tempo atrás estavamos no Damask (eu, Cherry, Marcel, Noah e Milton) e debatemos o Youtube enquanto rádio, um costume que eu tenho e que é coisa de jovem, que trata todo o conhecimento disponível como uma coisa que sempre vai estar ali.

A sensação de que os incontáveis sites da internet são, mesmo, fontes  intermináveis e que sempre estarão disponíveis. Conhecimento perene.

Milton, claro, apocalíptico como é, disse que pessoas como ele e Marcel, responsáveis por baixar toda a internet são uma espécie de senhores do conhecimento. Como se existisse um Hades dos arquivos deletados.

E hoje recebo um stumble legal do Mojo sobre mais ou menos isso.

At the exact moment Barack Obama was inaugurated, all traces of President Bush vanished from the White House website, replaced by images of and speeches by his successor. Attached to the website had been a booklet entitled 100 Things Americans May Not Know About the Bush Administration – they may never know them now. When the website changed, the link was broken and the booklet became unavailable.

Com minha mentalidade conspiratória eu acho que alguns conhecimentos somem pq isso é o que se quer deles. Que sumam. Que parem de atormentar. Como Bush (o ex presidente estadunidense, não a Kate). Mas alguns somem simplesmente pq deixam de interessar as estruturas que os mantinham, ainda que façam parte da vida dessas estruturas.

E enquanto a memória-de-vida fica cada vez mais efemera eu penso que quem sabe isso seja o verdadeiro apocalipse.

We are in danger of creating a black hole for future historians and writers.

Parando pra pensar sobre isso me dei conta que eu poderia soar um tanto saudosista e quero deixar claro que não é essa a idéia. Não acho que a história é o grande bastião da vida, tampouco. Nem sei se o mundo dura o suficiente pra sentir falta dessas coisas (e lendo Wao descobri o cliché nerd que é ser apocaliptica). Mas convém ponderar, ponderar sempre é útil, sabe lá o que se apresenta no por vir.

Como diz no Wao: Não se preocupe, seus filhos também não vão saber que os US invadiram o Iraque.

Anúncios

7 Respostas to “O glamour do não efêmero”

  1. Hahahaha. ATÓRON teu PAVOR ABSOLUTO de soar saudosista.

  2. PIRAHÃ FTW!

    (em tempo, é o Cardoso, aqui. Kinkystuff, sabe-se lá porque, é meu username no WordPress.com. esqueci porque fiz, mas fato é que tenho usado desde sempre nos trabalhos com a CAIXA).

  3. CARDOSO E SEU NICK PORNÔ
    HAHAHAHAHAHAHA

  4. note que te ignoro, moxo
    /me ignora moxo com olhar de zyprexa doriana

  5. Eu queria muito lembrar PORQUE DIABOS escolhi justo ESSE nick, mas a verdade é que eu não consigo.

  6. […] morreu e eu só posso lembrar. Mas não estamos falando de pessoas, … Veja o post completo clicando aqui. Post indexado de: […]

  7. agradeço ao acaso por me jogar nessa página e me fazer ler seu texto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: