A Obscena Senhora D

Quando eu conheci a H tive uma vontade rutilante de morrer, oposta daquela que tenho quando saio do teatro e preciso retomar tão rapidamente a vida. Uma quase histeria. Pq esta gente vai ao teatro ver isto se quando sai não se espicaça e tem um sorriso no rosto e uma vontade muito grande de se relacionar: ai, adorei. MORRE.

De toda forma, as peças que me surpreenderam até agora o fizeram pelo texto genial dito pelos optimos atores/atrizes. E isso não denota incapacidade cognitiva de apreciar o não dito (ainda que ela exista em alguma escala), denota que a falta de texto não deveria ser usada para trabalhar o de sempre. O de sempre deve morrer junto com a platéia.

De derrelição. Nos vemos no além, maior que três.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: