O bastião do panteão

Acabando com as dúvidas, o cabelão aí de cima não é uma homenagem CONSCIENTE ao Instituto de Letras. Hshshshs.

Nunca vou esquecer uma aula que tive, na verdade nunca vou esquecer a professora. Dava pra enfiar um lápis no cabelo dela e vender como maçã do horror. Um negócio echarpe, muito pó compacto, perfume e cabelo fossilizado.

Marx, CONFIO EM TI DE VERDADE, tu chega lá. Hshshshs.

(está oficialmente encerrado o período VIDA da minha, tendo em vista que eu sempre acabo fazendo mais coisas que consigo/deveria)

(Marx, o novo bastião do panteão pelotense: MEREEECE)

Anúncios

2 Respostas to “O bastião do panteão”

  1. Espera só até eu começar a escrever sobre a ESTÉTICA DO FRIO…

  2. ok
    isso nem teve graça
    piada tem limite
    saca?
    hahahahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: